Claudia Leitte
Claudia Leitte

Login Contratante

Claudia Leitte

Login Fãns

"Me tornei muito mais forte depois da chegada dos meus filhos", diz Claudia Leitte

07/11/2018

Revista Glammour

Esse ano foi especial para Claudia Leitte. Além de completar 10 anos de carreira solo, a cantora finaliza 2018 com uma super novidade. Nesta quarta-feira, 7, ela lança o single “Balancinho”, sua aposta para o verão. “Essa palavra requer equilíbrio e na vida a gente tem que dançar muito para se equilibrar entre todas as mulheres que podemos ser na vida”, diz ela, em entrevista exclusiva à Glamour.Com pegada pop, o clique conta com 200 aparições da cantora em 11 figurinos diferentes. “Demos vida a 14 Claudias, afinal, sou mãe, filha, empresária, esposa, amiga e quero dar cabo de tudo isso com muita harmonia”, fala.

Casada com o empresário Márcio Pereira há 11 anos e mãe de Davi, 7 anos, e Rafael, de 3, Claudia revelou que a coreografia da nova música foi inspirada no marido. “É o movimento que o Márcio faz quando está muito animado. Na época que comecei a namorá-lo, era a dancinha da vitoria dele (risos). Hoje meus meus filhos dançam igualzinho”, conta.

Confira a entrevista completa!
 

Balancinho tem tudo para ver sucesso no próximo Carnaval?

Essa música chegou para mim após a folia desse ano e me contagiou. Gravei ela em abril e o processo de produção foi muito divertido, coloquei toda minha força e energia ali. Ela tem uma pegada pop e tudo é muito doce no clipe, há uma atmosfera infantil. Meus filhos estão dançando a música o tempo todo. 
 

No clipe você mostra as várias facetas da Claudia ao dançar com 14 delas... Como foi a experiência?

Balanço requer equilíbrio, e na vida a gente tem que dançar muito para se equilibrar entre todas as mulheres que podemos ser na vida. Ali tem muitas Claudias que sou diariamente e queria deixar claro no clipe. Sou mãe, filha, empresária, esposa, amiga e quero dar cabo de tudo isso com muita harmonia... afinal, é muita função para um ser humano só.
 

E realmente dá para administrar tantas Claudias?

Como mulher, em nosso HD, já nascemos com dispositivo de heroína, a gente sai para ganhar. Não tem como colocar ninguém no meu lugar. Eu realmente me sinto e sou muito forte.  Aliás, me considero muito mais forte depois da chegada dos meus filhos. Tem dias que não dou conta de tudo mesmo, peço ajuda à mae, sogra, pai, quem estiver por tempo. Preciso de apoio e aí vou metendo a cara, mas sempre pensando na minha família em primeiro lugar, ela precisa estar bem.

Compartilhar

Voltar